Estamos acompanhando de perto os anúncios da Google no Google I/O, em Mountain View, Califórnia.

Por Arthur Kenzo Motinaga Sato, Dev Rel da TOTVS

(Texto publicado originalmente no Medium do TOTVS Developers)

Ontem, 7 de maio, teve início mais uma edição do Google I/O, o maior evento de tecnologia da Google. Neste ano, o TOTVS Developers está presente em Mountain View, na Califórnia, para acompanhar tudo. E aqui você vai ver um pouco do que aconteceu ontem.

Como é tradicional, a Google não deixou ninguém morrer de ansiedade e já anunciou os seus principais lançamentos logo no keynote de abertura. Mas, dessa vez eles exageraram no número de lançamentos! rs

Seguem os principais destaques:

Sundar Pichai, CEO da Google, falando sobre inovações no Google Assistant

Google Lens

Sabe quando você vai em um restaurante e não sabe o que pedir? Agora, o Google Lens consegue te ajudar! É só escanear o menu do restaurante que ele vai dar destaque aos pratos mais populares e até mostrar fotos de como são esses pratos.

Duplex na Web

Ano passado, a Google impressionou todo mundo mostrando a capacidade do Duplex ao fazer com que ele marcasse uma reserva em um restaurante. Esse ano, o Duplex saiu da parte de voz e está indo para a Web. Na demonstração, foi apresentado como o sistema se integra ao Calendar, fazendo a reserva de um carro para essa viagem.

Demo do Duplex

Google Assistant está 10x mais rápido

Outra novidade anunciada foi que a Google conseguiu diminuir seu modelo de reconhecimento de voz de 52 Gb para 500mb. Sendo assim, agora o Google Assistant vai rodar localmente no seu celular! Como não será necessário fazer a comunicação com a nuvem, o Google Assistant vai te responder muito mais rápido e algumas ações funcionarão offline também.

Android Q

Como todos os anos anteriores, o I/O foi o palco do lançamento do Android Q, a versão mais nova do sistema operacional. Os principais destaques da apresentação foram:

•2,5 bilhões. Esse é número de aparelhos utilizando o sistema operacional Android;

Privacidade. AGoogle está trabalhando no app de permissões para deixar mais claro e dar mais controle para o usuário final sobre o que os seus apps podem ou não podem acessar;

•Melhor suporte para celulares dobráveis, focando na fluidez de experiência do celular fechado e aberto;

•O tão pedido Tema Escuro, que será ativado automaticamente quando entrar em modo de economia de energia;

•O Live Caption será uma transcrição ao vivo do que está sendo dito em vídeos ou áudios em qualquer app rodando no sistema operacional.

Pixel 3A e 3A XL

Os vazamentos eram verdadeiros e o Pixel 3A será um modelo intermediário feito para entregar experiências de altíssima qualidade e em uma faixa de preço mais acessível. Em questão de hardware, não há muita novidade: serão mantidas as amadas câmeras do Pixel 3 e o processador será o Snapdragon 670, que tem uma performance similar ao Snapdragon 845, do modelo anterior.

A grande diferença será a faixa de preço. O Pixel 3A tem o preço inicial de US$ 399,00 e o Pixel 3A XL US$ 479,00, praticamente metade do preço dos seus predecessores.

Um recurso novo anunciado foi o Call Screen, que será uma barreira para aquelas chamadas indesejadas de telemarketing, de forma que você só precise atender aquilo que realmente for interessante.

Acessibilidade ganhando destaque

Esse ano, um dos destaques foi a grande quantidade de iniciativas da Google no campo de acessibilidade. Segue abaixo alguns destaques:

•Na parte de Assistant, foram mostrados várias iniciativas para reconhecimento de voz para pessoas com problemas de fala;

•Na parte de Android, o Live Caption será uma transcrição de áudios e vídeos para pessoas com deficiência de audição;

•Já o Live Relay permitirá que pessoas com dificuldades de fala consigam se comunicar com outras pessoas/serviços por telefone;

•O Live to Text será um serviço de leitura de textos para quem tiver problemas visuais ou mesmo não souber ler.

Kotlin

Para os desenvolvedores Kotlin, temos boas notícias! A Google anunciou que a partir de agora o desenvolvimento Android vai ser crescentemente direcionado à linguagem.

Já era de se esperar esse posicionamento da empresa, pois cerca de 50% dos desenvolvedores Android já usam essa tecnologia que é, segundo a pesquisa do Stackoverflow, uma das linguagens mais amadas pelos desenvolvedores por dois anos seguidos.

“Android development will become increasingly Kotlin-first”

Você vai curtir também...

Assine a nossa newsletter!