Por John Calistro, Tech Buddy no iDEXO e Community Manager iMasters

Neste post iremos:

•Abrir uma conta gratuita no GitHub;

•Conhecer alguns termos mais utilizados;

•Criar o primeiro Repositório;

•Aprender a usar Branch, Pull Request e Merge usando o guia do GitHub.


 

No post Como melhorar o relacionamento entre o founder não técnico e o desenvolvedor, citei a frase abaixo:

Uma das melhores maneiras do founder ter o código em mãos desde o primeiro dia é ter uma conta aberta no GitHub e, no momento da contratação, cadastrar os desenvolvedores como colaboradores. Desta forma, alem de ter o código, ainda conseguirá checar quais as features estão sendo desenvolvidas, os commits e até mesmo verificar a qualidade do código por meio de consultoria independente.

E a pergunta foi: Como abro a conta no GitHub, quanto pago por isso, onde ver sobre os commits e, é claro, que raios é commit?

Nesta série de quatro posts vou responder perguntas e acrescentar alguns pontos importantes para ter uma visão macro de como o projeto, na parte técnica, está evoluindo ou não.

O que é gerenciador de versionamento?

É um software que tem a finalidade de gerenciar diferentes versões no desenvolvimento de um documento qualquer. Esses sistemas são comumente utilizados no desenvolvimento de software para controlar as diferentes versões — histórico e desenvolvimento — dos códigos-fontes e também da documentação.

O mais utilizado atualmente é o GIT, que é grátis e de código aberto, ele é fácil de aprender, pequeno, com uma performance rápida e consegue gerenciar desde pequenos projetos até os muito grandes.

GitHub

É um serviço de hospedagem baseado na web para controle de versões utilizando o GIT, oferecendo todas as funcionalidades de distribuição e controle padrão do GIT e mais algumas extras.

Quanto custa?

Existem várias modalidades de assinatura no GitHub, o mais importante é saber que, para a maioria das pessoas e startups no início, a versão gratuita é suficiente. Para saber mais sobre os modelos de assinatura, visite a página de planos do serviço.

Criando uma conta no serviço

O formulário de criação de conta está em https://github.com/join, basta preencher os dados, é de graça!

Falando em gratuito, na opção de plano, que é oferecida depois, escolha o Free, que provavelmente será suficiente para a maioria das startups – você pode alterar isso a qualquer momento no futuro.

Importante: Um email será enviado para você com um link para verificação. Enquanto isso não acontecer, você não conseguirá usar o GitHub.

Após verificar seu email, a página de boas vindas será aberta, e logo em destaque teremos a imagem abaixo.

Convite para ler o guia que ensina o básico de como usar o GitHub — https://guides.github.com/activities/hello-world/

Leia o guia, que é um Hello World — passo-a-passo — de como usar as funcionalidades mais populares.

•Criar e usar um repositório;

•Iniciar e gerenciar uma nova branch;

•Fazer alterações em um arquivo e enviar ele para o GitHub por meio de commits;

•Abrir e fazer o merge de um pull request.

Alguns termos básicos usados no GIT/GitHub 

Repositories — Onde são armazenados os códigos e os arquivos que constituem o programa.

Contributor — Todos os desenvolvedores, donos do programa e stakeholders que têm acesso aos repositórios.

Master — Podemos chamar de folder principal, onde estão os arquivos já prontos para ser enviados, ou já enviados para produção.

Produção — É o mundo real, onde o programa está disponível para utilização dos clientes/usuários.

Branch — É uma cópia do Master, até o momento da cópia, onde podem ser feitas alterações no código sem interferir com a cópia funcional armazenada no Master.

Commit — É quando um trecho do código modificado ou novo é preparado para ser introduzido na Master ou em outra Branch.

Merge — Mesclar o código novo com o existente.

Issues — São as demandas, que podem ser novas funcionalidades, correções de código, ajustes finos, etc.

Pull request — É quando um código novo ou alterado é enviado para apreciação do controle de qualidade, dono do produto ou outro papel responsável por aprovação do código antes do merge.

Fork —É uma cópia exata do projeto original, utilizado quando a intenção é alterar o projeto sem enviar pull request para o projeto original.

Clone — É fazer uma cópia do projeto, porém, diferentemente do fork, é com intenção de contribuir com o projeto original.

Extras

GitHub Guides

GitHub Guides no Youtube

GitHub Learning Lab

 

Outros artigos desta série e que sairão em breve:

•Como usar o GitHub para gerenciar a evolução do projeto na parte técnica — para founders não técnicos — Parte 2 de 4

•Como usar o GitHub para gerenciar a evolução do projeto na parte técnica — para founders não técnicos — Parte 3 de 4

•Como usar o GitHub para gerenciar a evolução do projeto na parte técnica — para founders não técnicos — Parte 4 de 4

(foto: NESA by Makers)

Você vai curtir também...

Assine a nossa newsletter!